fbpx
23.2 C
Madrid
13 de julho de 2024
Brillando En La Oscuridad
Artigos Educativos

Centenas de milhões de vítimas, bilhões de culpados

banner

Cerca de 25% da população mundial em algum momento da vida sofre de um transtorno mental. Talvez VOCÊ no futuro! Além de ter que lutar contra uma doença horrível, essas pessoas têm que enfrentar o terrível estigma que pesa sobre os doentes e as doenças mentais.

Bilhões de pessoas culpam, evitam, riem, se afastam e ignoram quase tudo sobre as doenças mentais e as emoções que as pessoas que as padecem sentem.

Jovens que sofrem de transtornos alimentares (bulimia, anorexia, por exemplo) enfrentam e devem lutar contra uma doença mental.

Como você os julga? Como são julgados?

— “Que pessoa superficial!”
— “A culpa é dos pais.”
— “Eu dava um tapa nela e você ia ver se ela comia!”

Quanta dor, quanta solidão, quanta distância geram esses comentários tão fáceis de dizer em realidades tão difíceis de viver! Esses comentários contribuíram para levar essa pessoa que sofre da doença a se calar, a se sentir sozinha, incompreendida… e daí à depressão…

E da depressão?… Quantos opinadores, juízes, “sábios de plantão” opinam — “não faz nada para sair”, “já disse para ela sair com os amigos”, “é culpa dela, não luta”, “é drama para chamar a atenção”. Incrível ignorância sobre uma doença terrível… Algum de vocês culpa quem tem câncer por sua doença? Culpamos quem vaga perdido na horrível escuridão da depressão!

Da depressão ao suicídio… Após as palavras de condolências tantas vezes vazias, novamente os julgamentos que culpam quem precisou fugir para se libertar, ou a família que não soube… terrível carga de culpa para esses familiares que pensam que não perceberam! Como você ia perceber, se a pessoa ocultava o imenso peso de sua angústia? Como não ia ocultar se tantos a fizeram sentir culpada por sua doença?

A HUMANIDADE É CULPADA ATÉ QUE NÃO SE SUPERE O TREMENDO ESTIGMA QUE PESA SOBRE AS DOENÇAS MENTAIS.

Estigma é o conjunto de atitudes e crenças desfavoráveis que “desacreditam ou rejeitam” uma pessoa ou grupo por considerá-los diferentes. Tem importantes consequências sobre o modo como os indivíduos se percebem, pois esse processo desvaloriza as pessoas.

O medo de “perder a identidade” nos leva ao medo da morte… esse mesmo medo nos leva ao medo de perder a sanidade. A todos “A MENTE NOS MENTE” acomodando nosso pensamento à nossa conveniência ou para justificar aquilo que desejamos que nos justifique. Às vezes, algumas vezes A MENTE TE MENTE tanto que você perde o sentido da realidade e vaga em sua bolha, em seu mundo próprio.

O estigma aumenta a solidão dos doentes (quantas poucas visitas existem para os hospitalizados por doenças psiquiátricas); faz as vítimas da doença se sentirem culpadas; envergonha aqueles que a superaram; se silencia, se oculta, se busca negar — “você não precisa de um psiquiatra, o que você precisa fazer…” —, rejeitando pedir ajuda e abordar um tratamento. O estigma destrói a autoestima do doente (tanto quanto a própria doença o faz). O medo nos leva a rejeitar a vítima! Não falemos do impacto no trabalho e nas relações pessoais!

PRECISAMOS LUTAR CONTRA O ESTIGMA SE REALMENTE QUEREMOS AJUDAR OS DOENTES.

Impulsionado pela fundação Europamundo e a fundação Rotary (presente em 160 países e com mais de 1,4 milhões de membros) BELO busca ajudar a impulsionar um movimento onde você e centenas de milhões de pessoas se juntem, para que a humanidade enfrente esse medo, rejeitemos os estigmas e ajudemos com isso aquele “louco” que amanhã pode ser você! As doenças mentais, agora com mais impacto do que nunca! Milhões de fantasmas portadores da doença se infiltram a cada dia em milhares de mentes! Sobretudo jovens! Medicina emocional para superar a doença é ajudar essas pessoas que precisam nesses momentos da sua mão, da sua ajuda, não do seu rejeito, não da culpa!… VOCÊ SERÁ CULPADO DE QUE ELAS ACABEM NO ABISMO?

Os momentos emocionalmente intensos são os que mais favorecem a criação

Ter um transtorno mental não significa não ser criativo, não são mentes de zumbis medicados! Milhares em sua solidão, em sua angústia, em seu sofrimento, criam, criam, criam… música, contos, escritos privados, pintura, redes sociais… QUEREMOS COMPARTILHAR AS CRIAÇÕES DESSAS PESSOAS que enfrentam problemas mentais!

TER UM TRANSTORNO MENTAL NÃO SIGNIFICA NÃO SER CRIATIVO, NÃO SÃO MENTES DE ZUMBIS MEDICADOS!

BELO convoca o concurso LUCES EN LA OSCURIDAD… para compartilhar o talento e as emoções sentidas por pessoas que enfrentam problemas mentais. Compartilhando suas emoções, ajudamos a empatizar com elas, ajudamos outros a se identificarem “não sou só eu”, HUMANIZAMOS a imagem dessas pessoas que a sociedade estigmatiza, rejeita e frequentemente despreza. Compartilhando suas emoções, humanizamos sua imagem, humanizando-os superamos parte do medo que abrigamos e difundimos a necessidade de superar o estigma. Surpreenderá a capacidade criativa de muitos. Ajudamos na autoestima dos participantes, compartilhamos a solidão e oferecemos esperança!

Artículos Relacionados

Valora este artículo

  • El tema es interesante
  • Claro y fácil de entender
  • Aprendí algo
  • Añade valor a mi vida
  • Quiero más como este